Roteiros alucinantes

O Irmão do Jorel é um desenho animado criado pelo multi-super-ronnyblade-crazy-mind-boy Juliano Enrico e co-produzida pelo Cartoon Network Brasil e o Copa Studio. É a primeira série de animação original do Cartoon Network feita no Brasil e na América Latina, o que é uma responsa muito forte. Na equipe de roteiro estou eu, Daniel Furlan, David Benincá, Raul Chequer, Valentina Castelo Branco, Arnaldo Branco, Zé Brandão e muitos outros que eu não já não lembro. Uma honra trabalhar e uma alegria ter conhecido e virado amigo da rapaziada. Fora Andrei Duarte, que faz o concept art e a voz do Irmão do Jorel, ser irmão de Pablo Duarte, meu amigo de cultura inglesa pré-adolescente do ingá. E Vinny Wolf, a máquina de folia, que lá trás fazia roteiro também e ocupava algum outro cargo na animação, que eu não sei, mas que virou amigo.

No Irmão do Jorel é tudo feito sob o comando de Juliano Enrico, que foi quem criou todo esse universo, e passa pra nós as sinopses, os storylines e afina as características de cada personagem.  Daí a gente cria em cima, um dando palpite no roteiro do outro em reuniões recheadas de delírios e café e Léo Brasil emanando paz. Depois Juliano e Furlan dão o arremate. Todos os roteiros passam por muitas mãos até chegar na versão final e daí outras tantas pessoas fazem os desenhos, a animação, as vozes originais e tudo mais que torna esse desenho muito incrível.

Eu gosto muito porque dá pra falar das coisas de infância e inventar cenas que seriam impossíveis de realizar em live action. Momentos de família, diálogos com seus pais, brincadeiras com minhas sobrinhas, textos antigos, tudo meio que é aproveitado no universo do Irmão do Jorel. Escrevi roteiros nas três temporadas e quero mais. Vou colocar alguns links do youtube dos episódios com roteiros meus, mas saiba que eles passaram por muitas mãos até chegarem no resultado final. Então se você achar legal, repare na quantidade de gente que participou do episódio e ache eles legais também. Se achar uma merda, chora e sapateia.

Esse video acima foi o episódio de estréia da série. Mas isso foi decidido depois de pronto, a princípio ele seria o quinto episódio, eu acho.  A sinopse dele saiu desse texto aqui, mas pro desenho ficou bem diferente.

Esse de cima foi da primeira temporada também e eu recebi a sinopse já bem redonda, só desenvolvi. É um dos que eu gosto mais! Alem de ter o lance do medo de ser seguidos por patos, Anatidaephobia, que é uma invenção de um dos meus artistas maiores Gary Larson – procure saber – tem Gesonel, Vovó Juju e diálogos divertidos.

“Embarque Nesa Onda” é o meu episódio favorito(esse de cima). E também é o que eu vejo mais contribuições de outros. Algumas idéias como a briga entre a coxinha nitro e a Lazanha Defrost, por exemplo, tudo meio pokemon, não foi idéia minha. No final de 2016, escrevi um outro com os Microwave Warriors pra terceira temporada.

 

Esse de cima é o Fluffy, o Golfinho Assassino. Na sinopse, chegou a ser chamado de FluffyZilla e tinha também vários finais. Achei muito bom o jeito como ficou resolvido as transições e tem muitas piadas visuais engraçadas, que são feitas pelos animadores e o Juliano.

Esse de cima é aventura pura, poucos diálogos e cenas de ação! E o de baixo, um Especial de Natal. além do roteiro eu também fiz a voz do Papai Noel!