Trajetória de Apelido

Muita gente tem apelido, independente de achar legal. Apelidos acontecem. E apelidos ganham vida, evoluem, mudam. Nesta seção, vamos analisar algumas trajetórias vitoriosas de apelidos, sinal de que tudo está em pleno movimento. Uau!

.

apelidourso

Apelido original: URSO

Trajetória do apelido: URSO recebeu primeiramente o sufixo da linha tradicional LINO, ficando URSOLINO muito tempo. Depois URSOLINO abriu em duas vertentes fortes: a linha LÍNUX e a linha URSOLINO CONSTÂNCIO. A linha LÍNUX (com acento agudo no í, lí-nux) vem de uma propriedade natural dos apelidos que é a do sufixo dominar o apelido e o apelido passar a ser só o sufixo, abandonando a raiz completamente. O sufixo chega, acopla, ganha força e toma o apelido. Acontece muito. Tem lagarta que é assim também. Chega, bota o egg no garoto, o egg nasce, a larva se alimenta do garoto, ganha força, toma conta, come tudo e vai embora. Tem muita coisa no mundo que acontece igual a muita coisa no mundo e a gente não tá de olho. Tem que se ligar. Continuando e explicando melhor o que aconteceu, a família LINO, que já não tinha mais nada a ver com o apelido inicial, URSO, havia desconectado da nave-mãe e ganhou o seu próprio sufixo, no caso, o sufixo da linha popular UX, ficando LÍNUX, com acento no í. O acento agudo no í vem da força do LINO, prova cristalina do equilíbrio natural da união de dois sufixos. É muito bonito isso. A outra grande família do apelido URSOLINO nasceu da aproximação com família CONSTÂNCIO; aproximação que não tem motivação registrada, infelizmente. Ninguém se lembra, ninguém sabe como isto aconteceu. O que se sabe é que logo depois a família CONSTÂNCIO sofreu uma variação histórica e passou a se chamar: “DE CONSTANTINOPLA”, por aproximação poética. O apelido virou referência de origem: “URSOLINO da onde? URSOLINO DE CONSTANTINOPLA”. Mais a frente, URSOLINO DE CONSTANTINOPLA abriu em mais duas famílias. A família CÔNSTA, onde sofreu uma redução e a família NÓPLA, que também é uma redução, só que mais ousada e, indiscultivelmente, o lugar mais longe onde o apelido chegou. NÓPLA já não tinha mais nada a ver com nada.

escova

Apelido original: ESCOVA

Trajetória do apelido: ESCOVA abriu para várias familias, ninguém sabe precisar muito bem a ordem. Abriu inclusive para variações fora do tema principal. Primeiramente veio a família do sufixo EX, muito forte, muito popular, ficando assim ESCOVEX. Linha que teve boa repercussão. Circulou legal. Depois veio a familía sufixo BALDO, uma família mais restrita, mas que ficou um bom tempo vigorando como ESCOBALDO. Como era de se esperar, ESCOBALDO caiu mais mais tarde para uma fase roots – sempre pinta – quando o sufixo dominou o nome, ficando sozinho num esquema só: BALDO. por muito tempo ficou vigorando o apelido BALDO. Como apelido, BALDO acabou recebendo um novo sufixo, desta vez abrindo bonito para a variação ÁLSEN, ficando: BÁLSEN. Que teve também seu momento muito digno. Depois houve uma variação completamente desligada da questão original do primeiro apelido, versão esta surgida num dia específico de debates sobre a produção de pêlos nas axilas, mais precisamente da não-produção de pêlos, dentro da esfera das competições adolescentes, que o originou o apelido SUBACA. Há registros de uma variação de SUBACA agregando o sufixo popular diminuto INHA, na forma de SUBAQUINHA. Além dessa corruptela, SUBACA rachou de dentro pra fora, dando origem por redução ao apelido paroxítona: BÁCA. Sendo este o lugar mais longe da trajetória deste apelido.